segunda-feira, 17 de Setembro de 2012

Partes do discurso: Programa eleitoral




Como é natural não estamos em condições de apresentar hoje qualquer programa eleitoral, no entanto basta ter ouvido as diversas comunicações que fizemos ao longo dos últimos dois anos para perceber aquele que será o nosso caminho.

Não entraremos na facilidade da crítica gratuita, muito menos entraremos num discurso negativo e de ataque constante. Temos plena consciência de que muitas coisas foram mal feitas mas temos a honestidade de dizer que muitas foram bem feitas.

Tenho a ambição de construir um programa com “zero obras”. Sei que uma ou outra necessidade vai aparecer pelo que será difícil conseguir tal, no entanto a minha vontade era exatamente essa, a de propor aos elvenses um programa eleitoral em que não constasse qualquer obra de relevo, em Elvas temos de saber que a época das obras já passou há muito tempo, temos de saber que são milhões e milhões os euros necessários para manter tudo aquilo que foi feito. Temos de saber que a nossa geração e a dos nossos filhos terá um encargo brutal apenas para manter em bom estado tudo aquilo que foi feito.

No que respeita ao apoio social o CDS teve um importante papel nos últimos anos, os cartões do idoso e da juventude ou o apoio à maternidade são ideias e propostas com a nossa assinatura pelo que fiquem os elvenses descansados que não mexeremos de modo algum nos apoios sociais que ajudámos a implementar!

Há que olhar a juventude de outra maneira, há que criar condições para que os jovens aqui se fixem, temos de conseguir, todos juntos, inverter o ciclo de perda populacional em que Elvas está metida há décadas. Temos não só de conseguir fixar os jovens a Elvas como tornar Elvas suficientemente atrativa para captar jovens de outras paragens. As ideias surgirão, o programa pensará nisto!

Temos de efetivamente apoiar o nosso comércio, temos de ter uma Associação de classe que saiba separar os seus interesses dos interesses políticos, temos de ter os comerciantes a falar a uma só voz. A Associação Empresarial de Elvas será a primeira a quem pediremos uma reunião. Não compreendemos o silencio desta Associação quando no mês de Agosto os comerciantes, empresários e industriais viram a fatura da água aumentar brutalmente. Não entendemos certos silêncios em certas alturas, não pode uma Associação de classe ficar calada quando os seus associados são fustigados com novas taxas de disponibilização do serviço de água (aumentos de 70%) e de saneamento. Esta candidatura fala hoje disto como já falou a semana passada através de comunicado. Ninguém mais falou do assunto! Nem a AquaElvas, nem a Câmara, nem a Associação Empresarial nem qualquer outro partido. Assim, neste campo, não vamos lá.

Ficam aqui já algumas ideias. A Comissão Política ainda não reuniu pelo que dando tempo ao tempo apresentaremos um grande programa para Elvas. Aguardem!

2 comentários:

  1. Aguardo então com ansiedade tal programa, não te esqueças que primeiro estão as pessoas.

    ResponderEliminar
  2. Exmos Srs.
    Desejo para Elvas eleições plurais com discussoes de ideias e que as pessoas possam escolher entre alternativas. Sem massa critica não há desenvolvimento por falta de participação. A inepcia e cobradia é muito conveniente para lideranças ditaturiais. E isso é a primeira coisa que não desejo para a cidade onde vivem os meus filhos.Não sou do CDS nem do PSD, mas como cidadã desejo que façam um bom trabalho para enriquecerem e elevarem o discurso politico local. A bem de Elvas. Desejo-vos lucidez e criatividade nas soluções para os problemas que julgo já terem sido diagnosticados. O meu conselho é que devem apostar numa comunicação assertiva mas sem arrogancia nem provocações(resistem tamb+em ás provocações dos outros) Vocês têm uma coisa que as pessoas gostam (eu gosto e por isso vos respeito): abrem a discussão , ouvem a população e aproveitam sem problemas de protagonismo as ideias que consideram convenientes- Continuem isso! O meu segundo conselho é que não esqueçam a lição do passado: julgo que deveriam reconquistar a dignidade com uma escolha muito rigorosa dos elementos da vossa lista, já que parece que alguns EX de vós venderam-se a baixo preço e alguns até em saldo. Vergonhoso na optica dos cidadaos mas descaramento e esperteza para visão desviante deles!Esta gente empobrece o clima politico , corta definitivamente as esperanças das pessoas , os ideais (que já escasseiam)dos jovens e portanto aumentam a probabilidade da abstenção. Provem que não são todos iguais e assim os vossos opositores terão de provar que nem todos os politicos estão á venda ou para a troca. A verdadeira politica é para gente com nobreza da boa vontade e para gente de elevada reputação reconhecida e sempre à prova. Os cidadaos confundem politicos com corruptos e quem se candidata está logo sob suspeita. A reputação dos nomes das listas é cada vez mais importante e factor critico para a eleição. Por coerencia politica e porque ainda teimo em ser idealista não voto em vocês, mas desejo-vos o melhor desempenho porque acima de tudo desejo uma democracia evoluida e que premeie a honestidade e transparencia. Não desistam! Fazem falta mais vozes!
    Cumprimentos
    Paula Lebre - Elvas

    ResponderEliminar